24 de fev de 2010

SUFICIENTEMENTE PRÓXIMO PARA SER TOCADO





Nada,
Além do vazio
Uma imagem desejada,
De uma vida recriada,
De vontades reprimidas.
Nada,
Além do anseio de seguir a ermo,
Sem destino...
Hora certa
De chegada
De partida...
Nada,
Além da incerteza
Confundida à angústia
Nada,
Que não seja humano
Que não se misture
A tudo que aflige
O incompreensível Ser.
Nada,
Que seja normal
Por se querer insana
Perplexa
Conflitos que perturbam
Nada,
Que esteja certo,
Que se instaure,
Congele
Petrifique.
Nada
Senão contradições
Deslizes que mais confundem
Do que esclarecem.
Nada,
Que não se queira
Suficientemente próximo
Para ser tocado


Wanderlúcia Welerson Sott Meyer
Publicado no Recanto das Letras em 23/02/2010
Código do texto: T2103923