Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2014

Autoperdão

Vou construindo conceitos de vida...
Um deles... 
Não são exatos, nem mesmo coerentes.
As experiências ensinaram-me que a cada situação é preciso adequação.
Uma vaga certeza me conduz...
Busco somente a serenidade!
A placidez de poder enfrentar tempestades sem esmorecer.
Outro...
O autoconhecimento fortalece e direciona vidas.
Assim, reconheço-me como protagonista de uma história sem fim.
Se desejo viver em paz, preciso semeá-la.
Valendo-me da oportunidade de novos dias
Reconstruo caminhos...
Reflito, aceito, transformo o possível.
Há circunstâncias que exigem tempo.
Nenhum julgamento...
Dispensa de preconceitos, perdão.
A generosidade para comigo
Liberta-me da culpa que paralisa e fere.
Aprendiz... Assim intuo.
Equívocos... Sei que os cometo.
Complacência e delicadeza com o Ser Humano que sou.


Ser Melhor

O tempo passa célere...
O espelho reflete traços que não existiam.
Chora-se menos, aprende-se a acatar o inevitável.
Sonha-se muito, presumindo-se o possível.
Mais leve, a bagagem dos anos oferecem certezas.
Não importa o que há de vir
Vale-se da realidade, convertendo-a em oásis de vida plena.
Viver, oferecendo-se a vida!
Doar-se plenamente a cada instante oferecido
Sorrir aleatoriamente
Observando a inocência dos olhos infantis.
A irreverência e energia da juventude que tudo deseja
Amadurecer é um ato de amor!
Ausculta-se o que durante toda vida
Foi consciência adormecida.Serenidade traduzida em poucas palavras,
Muitos pensamentos, atitudes ponderadas.
Quietude de alma, essência valorizada.
Eternidade desejada.

Descobertas

Começo a compreender que nossas escolhas resultam de histórias anteriores que, ocasionalmente se repetem sem que nos demos conta. Ensaios de vida real, recheados de traços que conscientemente rejeitamos e que inconscientemente, executamos. Enganos sutis de liberdade cerceada.


Tempo necessário

Amor