Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2009

AOS QUE AMAM...

Um coração adormecido, cansado em busca de abrigo.
Desocupado e sem vida pode querer outra saída,
Senão o desejo de se abandonar a lida.
Um coração saliente, quente, ardente que incendeia quando o amor está ausente.
Da entrega ao vazio, o risco...
Um coração bravio, não deseja nada a não ser seguir por toda estrada,
Amando, sentindo, querendo, gostando, atraindo como imã o que internamente aspira.
Suspira por encontrar quem entenda, envolva e tome posse definitiva do que sente.
Reticente coração tranquilo...

Vida

Há alguma coisa ou algo que seja definitivamente fácil de ser vivido? Sei não. Por mais que as pessoas vislumbrem situações com otimismo e esperança, parece mesmo que a cada esquina nos deparamos com algo a ser revisto, obstáculos a serem vencidos, decepções e dores que precisam ser elaboradas para que continuemos a caminhar. O interessante é constatar que quanto mais facilidades temos materialmente, menos tranquilidade espiritual possuímos. Um descompasso que nos desconcerta ocasionando atropelos e enganos. Um caminho que, quando não observado com seriedade, pode nos conduzir a mais severa das depressões. Em se tratando de voz feminina, assusta-me ver mulheres que se consideram ou que são consideradas “resolvidas”, chegarem ao extremo da depressão. Não faço aqui um juízo de valor ou julgamento, apenas uma análise de situações próximas e, outras, nem tanto, que fizeram-me repensar em que nos resolvemos. Basta observar a mais remota história para entender e analisar as dificuldades que a…