Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2017

Quase dezembro...

Quase dezembro...
O tempo se mostrou implacável. Tenho a impressão de que a vida segue mais rapidamente. Penso que essa sensação pode estar relacionada à idade em que me encontro. Ainda não adquiri serenidade suficiente para desacelerar e, o esforço que empreendo para perceber os sinais da vida, amenizam as expectativas e ansiedades, porém, estou distante da placidez que almejo. Pesquiso formas de conduzir o caminho sem pressa, observando dificuldades internas que precisam ser elaboradas, passados que devem somente ser lembrados, expectativas que necessitam de simplicidade.
Os fatos conduzem a realidade e instigam-me a reflexão. O quadro pouco otimista, os discursos negativos, a insistência do mal que parece sobrepor ao bem... O futuro... Da humanidade, dos meus, dos seus... O desalento. Tempos difíceis!
No entanto, essa chama de luz que me envolve, que envolve a todos que creem... Sustenta-me, afiançando-me que o acaso não existe, que não há mal que persista para sempre, que se cada um …

Educação, formação e violência

Não sei o que dói mais... Há tanta violência registrada diariamente. Atitudes insanas que despertam medo e semeiam dor. Sem generalizar, me pergunto o que anda acontecendo. Pessoas que se deixam dominar pela insensatez, tirando vidas, destruindo famílias inteiras (as delas e as das vítimas), espalhando terror, disseminando padecimentos. Ouso pensar que estamos colhendo conceitos distorcidos de uma educação permissiva e omissa que se enganou ao presumir que crianças não podem se sentir frustradas, não devem receber o “não” como resposta, precisam ser atendidas em seus anseios de forma imediata e integral. E que assim satisfeitas, não necessitam de atenção, diálogo, proximidade e carinho. Completo desrespeito pelo próximo.  Palavras que ferem, atitudes que humilham e instigam a crueldade, tudo isso usado com uma naturalidade brutal, associada à disposição da mídia em divulgar o mal.                 O nó na garganta, a dor no peito, o medo de que um dia tudo isso bata em nossa porta, a …