24 de fev de 2010

AMANHECER DA ALMA




AMANHECER DA ALMA
                Gosto de acordar com os pássaros, ouvir o borbulhar da água que ferve. O aroma do café que aprendi a apreciar desde menina. Olhar o céu que, hoje, se faz tão azul e límpido como a áurea de uma criança ao nascer. De postar-me, mentalmente de joelhos e, admirar humildemente o Universo, rogando ao Senhor da Vida, companheiro certo de todo sempre... Que se meu corpo pesar por ainda possuir sentimentos inferiores e encontrar-se em estágio evolutivo, a ponto de me sentir cansada, que eu possa repousar em seus braços Divinos. Que se meus pés não souberem mais a direção a seguir, que Ele os conduza. Se minhas mãos estiverem soltas e sem nenhum amparo, que Ele as segure firmemente e me faça caminhar servindo, semeando Amor.

Wanderlúcia Welerson Sott Meyer

Publicado no Recanto das Letras em 24/02/2010
Código do texto: T2104640