11 de set de 2011

Renovar-se



Retiro todas as cascas
Couraças que já não me servem,
Soltando-as, renovo-me.
Na reconstrução de um Ser
Ainda desconhecido
Elaboro novos saberes,
Reencontro-me todos os dias com o eterno.
Encantam-me as terras que não desbravei
E, ainda mais os caminhos que não percorri.
Sinto-me pássaro em voo livre,
Vislumbrando apenas o que aos olhos brilham.
Busca de renovação, sensação de insegurança
Que preciso sentir para saber-me viva!


Wanderlúcia Welerson Sott Meyer