1 de jun de 2011

Pensamentos dispersos

Tempo frio,
Umidade sonora que transparece toda a lucidez aparente
Ser humano em construção frequente
Ilude-se que se pensa ausente
Dessa difusão ardente de ideias consequentes
Incertezas...
Todas as palavras que se põem à mesa
Vão com o vento, suspiram improváveis dúvidas
Soam como lamentos imaginários, desconexos
Discordantes e perplexos
Pensamentos...
Esses, não se importam com o tempo
Seguem...
Não sob forma de harmônico lamento
Resultado de discernimentos
Pretensão de coerência,
Segmento...
Retalhos coloridos que se dispersam
Contratempos...
Ilusória sensação de sensatez

Só pensamentos...
Wanderlúcia Welerson Sott Meyer
Publicado no Recanto das Letras em 01/06/2011
Código do texto: T3007036