4 de abr de 2011

Oferta de vida



Há tempos em que é impossível olhar o espelho e ver o sorriso. A alma chora e, o choro transborda todas as mágoas, dores e recalques que vivenciamos. Atordoados pelo medo nos fechamos em pensamentos que pouco edificam e, nos transformamos em poços de amargura, insustentáveis e temerosos. Até nos dispormos a observar o movimento contínuo da vida e a evolução oferecida pela natureza, que nada nos pede, ofertando-nos diariamente o recomeço e a renovação, permitimos que o pessimismo e a lamentação tornem-se senhores de toda nossa existência. É preciso observar que em meio às catástrofes a natureza, sabiamente, continua a produzir sementes que germinam, à fecundação contínua da vida, frutos que nos são oferecidos gratuitamente e belezas que sempre despertam o melhor de nós. Lembram-nos que a vida é contínua, eterna e que por mais prejuízos que tenhamos causado à natureza... Os pássaros continuam cantando, as árvores florindo, as flores aromatizando e produzindo paisagens de rara beleza. Só quem mantém os olhos e coração abertos, fortalecidos pela fé e o compromisso diário com sua própria evolução, pode caminhar sorrindo e libertando à sua volta os seres que ainda não descobriram que o caminho de todos é o caminho da Luz.


Wanderlúcia Welerson Sott Meyer 
Publicado no Recanto das Letras em 04/04/2011
Código do texto: T2888500