31 de mai de 2011

Sentimentos que bailam


Todas as notas que soam de tão suave melodia
Envolvem-me o ser.
Gostaria de gritar ao mundo segredos
 Que de tão meus  
Solidificaram...
Cada nota, tranquiliza-me a alma
 Afirmando verdades que esqueci,
Desejos que neguei,
Oportunidades que não voltam.
Como bailarinas,
Esses sentimentos...
 Apossam-se dos pensamentos que guardo
Dançam livres...
Junção de anseios que acalmam e dignificam.  
Os pássaros parecem entender a melodia,
Com ela, as dúvidas que assaltam a alma.
Se de certezas vivêssemos  
O que de fato aprenderíamos?
A música suave,
A flor que desabrocha no jardim,
Rosa vermelha, rubra, quase negra
Desperta para vida!
Com a consciência que mesmo que pouco dure
Cumprirá o seu papel
Sem lástimas, dores e mágoas
Presta-se a beleza!
Veio para servir o mundo.
A melodia expande e acalma
Os pássaros ritmados cantam
A rosa simplesmente floresce
E o complexo coração humano
Renasce continuamente
Entre  ambiguidades,
Imprecisões e desalinhos
Quanto a aprender a Ser!

Wanderlúcia Welerson Sott Meyer
Publicado no Recanto das Letras em 30/05/2011
Código do texto: T3003246