28 de mai de 2011

Inspiração perdida

Inspiração perdida

Busco a inspiração
Parece que mudou temporariamente
Poeta que não se inspira, encontra-se travada
Estrada de sentimentos obstruída.
Assim pareço estar...
Sinto-me segura por trancas que me rendem
Umas imaginárias, outras tão reais como a própria vida
Não há desilusão, não deixei de sonhar...
Há algo que me cala
Física e energeticamente
Muda, momentaneamente,
Reviro pensamentos.
De tão atordoados, os nego
Preciso esquecer!
Deixar de ver!
Rever...
Esperanças, alegrias, lembranças
Heranças, amores e perspectivas
Todas as dores e lágrimas
De um coração de mulher que sente
Pressente e clama pela liberdade!
Wanderlúcia Welerson Sott Meyer
Publicado no Recanto das Letras em 28/05/2011
Código do texto: T2999814