23 de mar de 2010

A VIDA NÃO PARA ENQUANTO VOCÊ LAMENTA




     Não é possível entender todos os desígnios de Deus para nossa jornada evolutiva. Travamos batalhas internas, desbravamos caminhos. Desgastamo-nos, lamentamos imprecisas dores e, quando nos damos conta, eis que sabiamente, a vida nos permite e determina o lugar necessário. A situação inusitada que tanto repudiamos e que, no entanto, torna-se imprescindível.

     Um erro de outrem, milhares de esforços para que tudo volte a ser como antes e, a impotência diante do que queremos e o que podemos.
     Certamente, muitas vozes, minimizam nossas dores, na busca do consolo que só pode existir, dentro de nós mesmos. E nos deparamos assim... Rompendo novamente todas as entranhas para renascer. Para permitir a vida, instituir a alegria onde antes só se via dor e cansaço!
                              

               
  
Wanderlúcia Welerson Sott Meyer
Publicado no Recanto das Letras em 23/03/2010
Código do texto: T2154018