5 de mar de 2010

EU QUERO AMAR...

Eu quero amar
E no amor ser aceita
Não doar mais do que recebo
Não ser julgada pelo o que eu disser
Somente e simplesmente amar
Livre de preconceitos
Desprendida de verdades
Acolhida, tal como sou.
Eu quero amar
E no amor ser liberta
Não ter que mentir para agradar
Nem afirmar que gosto
Se na verdade não quero.
Só e felizmente amar!
Como determina o Amor!
E se me oferecerem o oposto
Da simplicidade, da verdade, do Ser.
Se não me aceitarem tal como sou
Pedra bruta a ser polida com verdades e afetos
Prefiro vagar procurando
E enquanto busco
Transformar o amor que em mim vive
Em um mar coletivo de amizade
Sentimento que conforta
Cresce e multiplica!