13 de out de 2009

Relacionamentos e recomeços


Uma proposta de recomeço é sempre pautada pela dor dos acontecimentos que desestruturam e romperam uma relação. As lembranças perturbam e o medo de que a história se repita sempre estará presente.
Não se apagam dores como se apagam escritos com borrachas. Mesmo escritos, deixam marcas. As almas já não são as mesmas e a percepção, pautada pela dor, não consegue sentir transformações, sem mágoas. O recomeço envolve o restabelecimento da confiança abalada. Possibilidade remota de reconstrução. Retalhos que não se encaixam harmoniosamente. Verdades nunca ditas vêm à tona.
Existem dúvidas que jamais serão esclarecidas, espelhos que nunca refletirão a imagem que antes permeava a relação. Ou se fecha os sentidos às dúvidas e se aposta no futuro, ou se devasta todos os alicerces para a construção do novo. Essas atitudes acarretam perdas, ganhos e danos. Já não há escolha. Não há como se trilhar simplesmente o caminho, sem a percepção clara de o que se quebra, mesmo que colado minuciosamente, toma outra forma, pede nova vida.


Wanderlucia Welerson Sott Meyer