12 de jul de 2013

Recomeço

Ao abrir a janela os olhos procuram percepções de vida, momentos de real significado. Azul de inverno, pássaros que livres fazem sua escolhas. A alma, aquecida por lembranças, parece perceber aromas, sabores e odores que não mais existem. O dia convida a recomeçar... Como se desejasse também reviver lembranças felizes, segue com olhar a paisagem que se perde ao longe. Pode-se sentir o calor das mãos que acariciam os cabelos, a firmeza do abraço que acolhe, sensação de proteção irrestrita, o silêncio que lhe visita a alma aquecendo suavemente o corpo. Retratos imaginários de realidade distante. Fatos desconhecidos... Reserva de amor que não se perde, jamais se olvida.

Wanderlúcia Welerson Sott Meyer