29 de dez de 2011

Vir a Ser...




Entre o ruidoso barulho da tempestade que destrói abrigos, derruba árvores, adiando sonhos, convertendo estabilidades, há uma rosa... erguida, apesar da força dos ventos. A tempestade passará, transmitirá uma sensação de impotência, uma visão distorcida de uma realidade imutável.  Contudo, o esplendor da rosa permanecerá pelo tempo necessário, ensinando que, apesar das adversidades, a vida, luz própria oferecida gratuitamente, só se apaga se permitimos. Desordens desencobrem a aparente estagnação e impõe mudanças necessárias.

Wanderlúcia Welerson Sott Meyer