12 de dez de 2011

Amor em mim


Vive dentro de mim uma mulher que sonha.
Não se importa com os “nãos” ditos e omissos,
Não se incomoda com portas que não se abrem
Atira-se de penhascos na certeza de que será amparada pelos ventos.
Vive dentro de mim uma mulher mãe...
Em silêncio ela observa seus filhos,
Mais tarde, serão filhos do mundo,
Orgulhosamente crescem física e interiormente.
Pequenos sábios que ensinam a  viver. 
Vive dentro de mim uma mulher que se entregou a lida,
Acumulou tarefas,
Subverteu seus desejos
E que pensou ter se perdido.
Vive dentro de mim uma mulher menina
Recusa a acreditar nas impossibilidades
Hora encara a vida com a seriedade que o momento lhe pede,
Hora sonha perdidamente
Entre segredos e desejos somente seus.


Wanderlúcia Welerson Sott Meyer