6 de abr de 2008

Coração de mulher

Se me fosse dado o direito de dizer a um homem o que realmente se passa no coração de uma mulher, lhe diria que sentir e ser amada é o que quero. Que não há nada, que seja maior que o carinho, que não há sentimento que resista à solidão, que quando uma mulher ama, é capaz de esquecer-se de si e doar-se inteiramente. Diria que se perde muito quando não se escuta... que muita dor poderia ser evitada se fosse dada a devida importância às palavras que saem do coração. Que sexo só é bom quando há cumplicidade. Que ninguém sente prazer se não houver afeto. Que por mais que mascarem o sentimento, a vida nos mostra que dependemos sim do Amor, acima dos desejos, da insanidade momentânea, da obscenidade do acaso.Precisamos do toque carinhoso, das palavras que traduzem afeto, da rosa que se oferece, das surpresas simples e sutis que marcam momentos tornando-os inesquecíveis. Diria que perdemos grandes amores quando não nos dispomos a vivê-los e que podemos lamentar a perda por toda uma existência. Que amar é mais simples do que se imagina e que o tempo é implacável para quem não o valoriza.

Wanderlúcia Welerson Sott Meyer 

Publicado no Recanto das Letras em 06/04/2008

Código do texto: T933878