27 de mar de 2008

Ser normal....

Percebo a vida como um grande livro onde as páginas precisam ser escritas diariamente, com delicadeza e severidade, palavras que têm em seu significado a contradição. Não caminho em certezas e muito menos aceito a estabilidade que estaciona a alma. sou muito mais que isso! Minha história, construída de vitórias naturais e decepções que não sonhei viver, acontece todos os dias, de forma única.. Nada se repete, a não ser o sentimento de vazio interior que por muitas vezes sufocou o desejo. Como se, apesar de pertencer a este mundo, não fizesse parte dele. O Amor que sinto é intenso demais. minha forma de enxergar a vida é simples demais, sou puro sentimento. Nada me agrada mais do que viver intensamente e de forma irracional...sentindo, amando, externando o que me vem à alma. Já fiz muitas opções na vida, muitas delas não me trouxeram a felicidade esperada, mas todas foram válidas, por que me ofereceram reflexões e aprendizados. Jamais me entendi, porque nunca fui estática e compreensível. Segui meu coração e, muitas vezes fantasiei situações que não existiam. Não sou alegre, nem triste...mas, uma mistura inconsistente e heterogênea. Quando erro me perdoo, pois ao contrário do que me percebem, sou imperfeita, dispersa em emoções que sinto e que não são passíveis de explicação.