27 de mar de 2008

Delírio



É preciso viver...
Intensamente... Deliciosamente...
Deixando que a alegria alimente
A vontade louca de recomeçar eternamente.

É preciso amar...

Como se lhe bastasse o instante,
Eternizando momentos delirantes,
Encontrando-se, sempre antes,
Dos sentimentos adormecidos e distantes.

Wanderlúcia Welerson Sott Meyer

Publicado no Recanto das Letras em 24/03/2008
Código do texto: T914703