7 de mai de 2015

Caminhos



Traçaria caminhos de serenidade avessos à desordem diária. Certamente, conviveria com altos e baixos, alguns desajustes... Nada que lhe desorientasse ou lhe fizesse perder o rumo.  Mesmo que o tempo exigisse paciência, permaneceria no firme propósito de descobrir-se. Voltaria seus olhos para a beleza e despertaria o coração entregando o que de melhor guardava: o Amor.