18 de mai de 2014

Conversando com Deus

Senhor,
Andei pensando em Lhe pedir serenidade
Já descobri que é somente o que preciso para seguir
Daí me lembrei que para adquirir essa placidez que tanto busco
Dependo mais de mim do que da Tua vontade.
Ando seguindo os caminhos que para mim preparas
Creio que persisto porque sinto Tua presença.
O fato de não compreender causa-me certa insatisfação
Minha alma ainda imatura
Pede por caminhos de luz com os olhos cerrados
Roga por paz, sem apaziguar o próprio coração.
Entendo que o que me proporcionas é imperioso
Contudo, as recordações retidas.
Remotas memórias de felicidade plena
Suposições impressas na alma
Que aspira ascender em direção a vós.
Desperta a necessidade célere de evoluir
Ansiedade que retarda e estaciona
Processo generoso e lento
De lapidação da alma
Compreendo Senhor!
Entendo o que desejas.
Acalma meu coração
Auxilia-me a espera.
Se de serenidade preciso
Indispensável se faz o aprendizado.