21 de set de 2009

Recomeço

Estou recomeçando...
Devagar e mansamente, diferente, consistente, consciente.
Lentamente...
Experiências ensinaram-me a conviver com a solidão.
Já não tenho medo.
Acabou a pressa.
Vivo cada dia como se fosse o último.
Já não me importam as idéias que não edificam.
Os comentários que não acrescentam.
As atitudes racionalizadas.
Permito-me viver...
Sonhar... Ser...
O silêncio não assusta.
E a alegria, antes contida.
Encontra-se refletida no olhar.
Quero o amor que mereço.
Nem mais, nem menos.


Wanderlúcia Welerson Sott Meyer
Publicado no Recanto das Letras em 21/09/2009
Código do texto: T1822843