14 de set de 2009

Cada gota...

Se cada lágrima pudesse ser traduzida
Cada gota decifrada
Cada dor sentida
Saberias o quanto pode alguém te amar
Da forma que sempre fora
Sem pretensão de modificá-lo
Tornando-o projeto dos meus desejos.
Amor que é amor não morre
Nem se o tempo e a distância
Não lhe permitem caminhar
No entanto,
Há saudade...
Nela me encontro em você
Transbordam dos olhos as lágrimas
Todas suas...
Todas nossas...
Cada gota...


Wanderlúcia Welerson Sott Meyer
Publicado no Recanto das Letras em 14/09/2009
Código do texto: T1809657