5 de nov de 2008

Saudades

Como a chuva que lava as impurezas das ruas
Preciso de algo que alivie lembranças
Amenizando a ansiedade que sinto
Revigorando esse ser infinito
Renovando os alicerces ruídos
Restaurando o que fora destruído.
Preciso de água para limpar meus poros
Reintegrando o que em mim foi diluído.
O cheiro que ainda sinto... A saudade...
A luta interna pela liberdade.
Prisão sem paredes...
Mares e redes...
Desejo... anseio...
Domínio de sentimentos
Intrépidos e perdidos
Longe de serem resolvidos
Falta que sinto de você.