29 de mar de 2015

Alma inquieta



A serenidade anda me visitando
Não tenho sonhos de felicidade plena
Nem espero muito do pouco que ainda ofereço a vida
Ando sorrindo aleatoriamente
Chorando distraidamente
Vivendo intensamente
Perdoando-me verdadeiramente
Exercitando a fé incondicionalmente
Abraçando deliberadamente
Sentindo descaradamente
Fato é que apesar das situações adversas
De palavras indigestas
Da alma inquieta
Meu coração faz festa
Ando amadurecendo...

Wanderlúcia  Welerson Sott Meyer