15 de abr de 2013

Viver



Envolvida pelo frio que toca suavemente a pele, permitindo-se intermináveis recomeços. O passado é história construída. Torto, avesso ou pleno, pouco importa. Cada um vive o que pode, ama o que sabe, semeia o que melhor lhe convém. Empreendem-se acertos, resultam-se equívocos. Nada proposital ou determinado, apenas pontos de vista temporários. A maturidade mostra-nos diferentes aspectos de situações triviais que poderiam ter sido conduzidas de formas diversas. No entanto, exigir excelência de quem se encontra em evolução, é como sugerir a crianças que determinem suas escolhas. As falhas integram naturalmente todo o processo de maturação do Ser. Etapas que precisam ser enfrentadas naturalmente, visões antes distorcidas que tomam forma e caminho.