2 de ago de 2012

Ilusão necessária


Seguramente viria com os sonhos ao anoitecer, era assim que sentia.
Entorpeceria com predicados avessos e antagônicos
Reduziria o raciocínio a pó, seduziria com palavras.
Roubaria habilmente os segredos e alma
Por alguns instantes provocaria o delírio
Depois partiria...
Desprezando sentimentos e anseios
Alguns o chamariam de ilusão
Outros entenderiam que, por vezes, a utopia fortalece.
Despertando ambições, aspirações de felicidade.